sexta-feira, 21 de julho de 2017

Malkuth: Clássicos “Nekro Kult Khaos” e “Strongest” já estão disponíveis para streaming, confira!

 Finalmente! Dois dos principais clássicos do Black Metal nordestino já podem ser encontrados nas plataformas digitais.
 Trata-se dos trabalhos “Nekro Kult Khaos” e “Strongest” da banda pernambucana MALKUTH que acabaram de ser disponibilizados dentre os principais serviços de streaming mundiais. Tudo isso se deu devido à forte parceria entre o grupo e o selo SANGUE FRIO RECORDS. Para ouvir é muito fácil, basta escolher abaixo sua plataforma de uso, selecionar o álbum desejado e pronto, só dar o play, confira:

Amazon Music: http://amzn.to/2tgepf2

 Em paralelo, o MALKUTH já se encontra em fase final de mixagem do novo álbum, ainda sem data confirmada para o lançamento, o full length estreará a nova formação do grupo, confira mais informações sobre o mesmo: http://www.sanguefrioproducoes.com/n/905
 Bandas e/ou distros interessadas neste lançamento digital, escreva para sanguefriorecords@sanguefrioproducoes.com para saber mais.
Contato para shows e assessoria: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Sites relacionados:
Fonte: Sangue Frio Produções

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Hierarchical Punishment: Banda divulga capa e track list do seu próximo lançamento.



A banda oriunda da cidade de Santos-SP, formada em 1994 com a proposta de fundir o Death Metal e o Grindcore, anuncia o lançamento de seu próximo álbum, intitulado “The Choice”, e trará um total de 16 músicas recheadas de muita agressividade e brutalidade como manda a tradição do Hierarchical Punishment.

A banda possui uma enorme expectativa com relação a este 2º CD, pois o último lançamento do grupo foi em 2015. O split-cd “Burning the Tyranny” (com os grupos Pigstein e Peia Braba) apresentou a banda em uma das suas melhores formas onde além de 6 músicas inéditas, incluíram de bônus a 1ª demo do grupo (“The Humanity Walks This Way) na íntegra, que completava 20 anos do lançamento original.

Em um bate-papo exclusivo com o grande amigo e parceiro do Coletivo La Migra, Luiz Carlos Louzada o mesmo informa que as expectativas criadas em cima de “The Choice” estão extremamente positivas, pois a banda concluiu a produção de um novo vídeo clipe para a música “The Choice”, música que carrega o nome do álbum, essa música é uma regravação com o novo vocalista Renato Bartkus (ex-Predatory). Este álbum trará ainda 11 músicas gravadas ao vivo, da apresentação que a banda realizou ao lado do grupo mexicano Heretic, em 2015 (quando divulgavam o split-cd “Burning the Tyranny”). Como material inédito, também incluirão no novo cd, 3 músicas extraídas de sua demo “Res Derelicta” (de 2001). E também aproveitarão p/incluírem o medley do Agathocles, que já haviam lançado no tributo aos belgas “Grind for Passion – Not for Fashion”.

O lançamento do álbum está previsto para o mês de outubro deste ano, veja agora a capa e sua track list:
Track List:
1 - The Choice
2 - Enough / Bureaucracy Versus Efficiency (Agathocles medley)
3 - So What?... We’ll Gonna Die
4 - Purchase Or Die
5 - Look Now!
6 - Intro
7 - The Choice
8 - Hungry’s Industry
9 - Suffocation Life
10 - Deceived (E.N.T. Cover)
11 - Sin City
12 - Who Are We?
13 - Run
14 - Mass Oppression
15 - My Life is a Torture
16 - Undertaker God

Confira agora mesmo um pouco da música “Hungry's Industry”:

Links Importantes:

Fonte: Sidney Santos (Coletivo La Migra) e Luiz Carlos (Hierarchical Punishment)

Nox Spiritus: Banda Liberar Novo Álbum Para Audição Gratitua


A banda mineira de epic black metal Nox Spiritus, liberou para audição o seu debut álbum, intitulado de "Kuthullu Surgirá", na íntegra no soundcloud. Lançado através da união dos selos Ad Bellum Records, Black Legion Prod, Songs For Satan, Misanthropic Records, Obskure Chaos e Philosofic Arts.

Álbum composto por 09 faixas do oculto e profano epic black metal, um verdadeiro tributo ao Black metal brasileiro e com músicas vociferadas em português. A composição das letras do disco foram inspiradas nos contos do escritor estadunidense H. P. Lovecraft e abrange temas como magia, igualdade, razão, liberdade e fantasia.

A arte do álbum foi desenvolvida pelo artista Diogo Alcântara.

O disco está disponível para aquisição, basta entrar em contato com a banda via Facebook ou através dos selos presentes no lançamento.​

Músicas:

1. Música para o final do mundo...   

2. Kuthullu surgirá   

3. Funeral depressivo   

4. Bastardos   

5. Imperium   

6. Guerreiros ímpios   

7. Astarte   

8. Iluminatus Sapere   

9. Funeral depressivo

Para ouvir o disco, basta visitar o link abaixo:

https://soundcloud.com/noxspiritus/sets/kuthullu-surgira

Formação: 

Nazgull – Guitarra Base e Solo

Nocturnus Animus – Guitarra Base e Vocais

Laidrac – Bateria

Contatos:

nox.spiritus.oficial@gmail.com

Acompanhe NOX SPIRITUS através das redes:

www.soundcloud.com/noxspiritus

www.noxspiritus.blogspot.com.br

www.facebook.com/nox.spiritus.true/


Axecuter: Mini turnê em São Paulo acontece neste fim de semana, confira!

 A banda de Heavy Metal AXECUTER confirmou mais uma mini turnê no estado de São Paulo. Os curitibanos estarão levando a atual turnê “COROTOUR 2017 – Headbangers Afterweekend” nas cidades de Indaiatuba, São Paulo (capital) e Jandira, respectivamente.
 A primeira delas, acontecerá dia 21/07 (sexta-feira) no Plebe Bar em Indaiatuba/SP, onde o AXECUTER se apresentará na 36ª edição do “Metal União Underground”, ao lado das bandas Golpe Devastador e Timor Trail, confira:
Link do evento no Facebook para mais informações: https://www.facebook.com/events/328237977614304/
 Em São Paulo/SP, no dia 22/07, acontece o show oficial de lançamento do álbum “Burning Lights” da banda Breakout, no lendário Fofinho Rock Bar. Estão confirmadas para este evento, as bandas Metaltex, Álcool, Sounder e AXECUTER, veja o cartaz completo:
Link do evento no Facebook para mais informações: https://www.facebook.com/events/348127132269478/
 A última apresentação da mini turnê, ocorrerá no dia 23/07, no conhecido “Caveira Velha Rock Bar” em Jandira/SP, onde o grupo dividirá o palco com Dogs of War (Saxon cover) e Monstermen (Accept cover), confira:
Link do evento para mais informações: https://www.facebook.com/events/151484708754727/
Buscando uma maior divulgação da rota desta mini turnê, o AXECUTER criou um mapa com as datas e as cidades onde os shows acontecerão, veja:
Confira todas as datas da “COROTOUR 2017 – Headbangers Afterweekend”: https://goo.gl/t7vTyo
 Em paralelo, o AXECUTER segue em processo de agendamento de datas para shows em suporte à referida turnê. Para mais informações sobre como reservar uma data para qualquer cidade do país, basta entrar em contato através dos e-mails contato@sanguefrioproducoes.com ou axecutermetal@gmail.com.

Contato para shows e assessoria: www.sanguefrioproducoes.com/contato

Sites relacionados:
Fonte: Sangue Frio Produções

Entrevista: Warfield Death - Death Metal (Aracaju/SE)


Está cada dia mais difícil encontrar bandas que buscam fazer Metal Extremo cantado em português, não para o WARFIELD DEATH! Banda de Aracaju/SE que está ganhando grande notoriedade após o lançamento de seu debut álbum intitulado “Sucumbindo ao Medo”. Hoje conversamos um pouco com o grupo, para saber mais acerca do mesmo, e ficar por dentro dos seus atuais e futuros projetos, além de conhecer algumas de suas curiosidades. Confira:

Conte um pouco da história da banda. De onde surgiu o nome Warfield Death?

Warfield Death – O Warfield Death foi formado em 2009, com o intuito de executar um Death Metal influenciado pelas bandas dos anos 80. No mesmo ano lançou a demo "Death" e depois de oito anos de seu início, finalmente lançou "Sucumbindo ao Medo" neste ano de 2017, produzido pelos próprios integrantes. 
O nome da banda, que a princípio se chamava apenas Warfield foi uma sugestão de Marcos, em 2017 surge o nome Warfield Death, pois já existiam outras bandas com o nome anterior.

Qual é a atual formação da banda?
Warfield Death - Carlos Death (bateria), Thiago Madness (Guitarra e back vocal), Eduardo Vysceral (Baixo), Marcos Paulo Viking (Vocais).

Conte-nos um pouco sobre o álbum “Sucumbindo ao Medo”?

Warfield Death - É um álbum muito complexo do ponto de vista conceitual, pois foi sendo construído ao longo de 9 anos e isso provoca principalmente uma fragmentação nesses conceitos, criamos algo muito abrangente em temas, discussões e ideias, todavia, buscamos uma uniformidade maior na estruturação dessas ideias. Mas em se tratando da parte instrumental mantivemos a essência durante todo o período, com complexos e trabalhados arranjos em nossas canções.




Ouça nas principais plataformas digitais, acesse: http://www.sanguefrioproducoes.com/n/919 

A sonoridade de vocês, assim apresenta um gênero Death Metal mais técnico, com riffs velozes e bem trabalhados. Concordam com isso? Quais as influências da Warfield Death?
Warfield Death - Sim. A banda apresenta influências que vão do Heavy Metal, passando por diversos outros como o Death Metal tradicional e o que alguns intitulam como "Technical Death Metal".

Na opinião de vocês. Quais são os pontos que uma banda deve olhar quando pretende investir em mídia?
Warfield Death - Majoritariamente em divulgação de materiais, assessoria musical e em formação de contatos profissionais, essas são as bases principais para se começar a investir neste estilo de trabalho.

Vimos que cantam em português. Quais são os principais temas abordados pela banda em suas letras? Quem trabalha nas composições líricas?

Warfield Death - "Política, conflitos, guerras, massacres, religiões, sentimentos obscuros, realidades culturais e infames... descrevendo com precisão e declarando uma visão crítica e verídica sobre inúmeras mazelas incrustadas em nosso enredo civilizacional". Atualmente Thiago e Marcos são os principais compositores.

Quais as maiores dificuldades em levar adiante uma banda extrema no Brasil? Aliás, como é a cena underground aí em Aracaju? Existem outras boas bandas por esses lados?

Warfield Death - É muitíssimo complicado principalmente no aspecto financeiro, todavia creio que sejamos (brasileiros) verdadeiramente amantes do estilo, pois continuamos a fazê-lo mesmo sem quase nenhum apoio (risos). Em Sergipe não é muito diferente do restante do país, os problemas que permeiam todo o território não é novidade e talvez sejam os mesmo do nosso estado. Existem sim boas bandas em vários segmentos do Heavy Metal, mas no nosso subgênero enfatizamos a “Sign of Hate”, uma das bandas mais antigas e na ativa do Death Metal sergipano.

Fale um pouco sobre o videoclipe da música “Brutal”. Como foi gravá-lo? Obteve o alcance esperado?
Warfield Death - Foi bem cansativo, mas tivemos um alcance muito maior do que achamos que teríamos, portanto foi um trabalho que teve um reconhecimento muito grande, e agradecemos e muito todos que nos parabenizaram por ele.

Agora, além da divulgação de “Sucumbindo ao Medo”, já existem outros planos futuros para a banda?
Warfield Death - Sim, estamos tentando divulgar o nosso trabalho, e possivelmente tentar uma turnê por alguma região do país, além de termos iniciado o processo de composição para o próximo álbum.

Agradecemos demais pela entrevista, e o espaço é de vocês para sua mensagem aos nossos leitores.

Warfield Death - Gostaríamos muito de retribuir todo esse apoio e dizer que esperamos alcançar cada ouvido e mente que pudermos, transpondo todas as barreiras que surgirem para transmitirmos nossa mensagem.



Contato para shows e assessoria: http://www.sanguefrioproducoes.com/contato
Sites relacionados:

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Entrevista com Diáballein


Ola Jean Obrigado por aceitar responder algumas perguntas, Gostaria de começar essa entrevista lhe perguntando o Significado do nome da banda e de onde vocês tiraram?

Jean Misfortune:
Diabállein vem do grego ,e quer dizer ,separar ,dividir ,caluniar,provocar ,ou até mesmo pode significar lançar algo no ar ,sem rumo ,sem direção ,algo caótico ,diabállein deu origem a palavra diabòlico

Italo Brandão:
Da onde saiu a Inspiração para compor The Wretched Essence, e quais temas São abordados no mesmo?

Jean Misfortune:
De muitas história macabras. Sombrias da nossa região ,e também inspirações vinda das nossas angústias ,loucuras ,tudo o que há de mais miserável no s seres humanos,claro que estas coisas tem um lado positivo ,que é justamente a criação,no entanto uma criação dolorosa ,acho que isso sintetiza bem o que é este trabalho

Italo Brandão:
Ja temos alguma previsão de quando teremos um novo lançamento de você?

Jean Misfortune:
Talvez poderá pintar alguma música de divulgação por estes tempo ,o trabalho completo ainda vem sendo composto ,até por a banda vem de uma fase de transição de mudança,já que agora eu assumi o vocal da Band

Italo Brandão:
Entendo, você ter assumido esse posto na banda dificultou algo no seu desempenho?

Jean Misfortune:
Na verdade tive dificuldade no início,até mesmo porque não queria ser vocal de nada ,mas com os ensaios fui adquirindo melhorias ,se corrigindo ,hoje é mais fácil cantar e tocar ,e acabei gostando desse nova fase ,posso me expressar de outra forma

Italo Brandão:
Atualmente o novo EP de vocês foi lançados nas mais variadas plataformas de Áudio pela a gravadora de vocês, o que vocês tem a dizer sobre essa nova forma de lançamento que os Artistas tem adotado?

Jean Misfortune:
O acesso a música com estas novas plataformas são mais rápidos ,no sentido de procurarmos coisas novas ,mas para muitos isso pode ser negativo pois devido a facilidade não valorizam as bandas independente.eu particularmente gosto do material em mãos das bandas .

Italo Brandão;
Quais são os Planos da banda atualmente? Algum Show Marcado?

Jean Misfortune:
Temos vários eventos
Mas atualmente e concentrar no término das novas músicas
Novas idéias de letras e sonoridade estão surgindo

Italo Brandão:
Obrigado novamente Jean por aceitar ter participado dessa entrevista. O que gostaria de dizer aos Leitores?

Jean Misfortune: 
Só agradecer vc pela oportunidade ,e ansioso para mostrar as novas músicas na cena



Links da Banda:

Contato:
Diaballeinhorde@gmail.com

terça-feira, 11 de julho de 2017

Marenna em destaque na revista britânica FIREWORKS






O Marenna, liderado pelo músico gaúcho Rodrigo Marenna, recebeu um artigo na 79ª edição da revista britânica FIREWORKS. Além da matéria a respeito de seu novo álbum, a revista traz ainda o single “About Love” no CD encartado na revista. Alguns trechos da reportagem podem ser conferidos a seguir.


“Marenna é o principal foco de Rodrigo no momento, impedindo-o de seguir com atividades distantes da música. ‘É um pouco difícil não falar sobre música atualmente na minha rotina, pois além de me concentrar na divulgação e promoção do novo álbum, eu cuido de toda a parte promocional e executiva do Marenna‘, afirma. Quando ele não está concentrado no Marenna, Rodrigo trabalha como professor de técnica vocal e produtor para outras bandas e vocalistas, além de workshops em escolas. ‘Eu sou o vocalista de algumas bandas covers, mas quando eu não estou envolvido em nenhuma dessas atividades, gosto de ler algumas biografias e artigos que falam sobre imagem, estratégias de marketing e negócios musicais; estudo técnicas vocais e escrevo novas músicas, eu respiro música cem porcento’, ele ri”.
“O novo álbum do Marenna se chama ‘No Regrets’: é um álbum audacioso, onde se mesclam muitas coisas musicalmente com vários sentimentos, assim como excelentes parcerias. Rodrigo acredita que todos deram o seu melhor para o resultado final da produção como um todo. ‘Minha banda de apoio oficial e os convidados especiais (Sasha Z., Mauro Caldart, Fernando Mig, Bruno Mello). Eu destaco também as parcerias em algumas letras com Arthur Appel, Roberto Sassarrão e Matheus Pacini, além da faixa “Fall In Love Again”, em parceria com Andria e Ivan Busic da banda Dr.Sin, além disso as letras se tornaram mais maduras também’, ele explica”.
Rodrigo acredita que o Marenna agora estando com seu trabalho nas plataformas digitais, o aporte seja maior e lançará alguns novos vídeos e irá explorar cada single do álbum nos próximos meses, após lançá-lo na Europa, Japão e EUA pela Lions Pride Music. Eles devem enfatizar, espalhar a música e fazer novas parcerias com bandas de outros países, produtores, revistas, jornalistas, etc… ‘Eu quero fazer alianças com o maior número de pessoas e espalhar minha mensagem, e quem sabe, planejar uma possível turnê fora do Brasil’, conclui Rodrigo”.
Para ver mais imagens da revista e ler a reportagem na íntegra (em inglês), acesse a página oficial do Marenna no Facebook 


Acompanhe o Marenna 
Instagram: @marennaofficial
E-mail: rodrigomarenna@gmail.com
Agência: www.beelyper.com