terça-feira, 20 de março de 2018

Entrevista: APOPHANOUS - Progressive/Thrash Metal (São Paulo/SP)


Mesclando o Progressivo com o Thrash Metal o grupo paulista APOPHANOUS aposta em uma sonoridade única e ímpar. Com um EP, intitulado “Obliteration Has Come”, a banda chegou pra ficar no cenário nacional. Confira agora o bate-papo com o vocalista Vitor Alcântara e saiba um pouco mais sobre os projetos atuais e futuros da banda:
Primeiramente é uma honra estar falando com vocês! Vamos lá, como de praxe em nossas entrevistas, vamos aquela perguntinha padrão: Como se deu o início da banda?
APOPHANOUS - A banda começou em 2015 depois que Fabio (Baterista) e eu (Vitor – Vocal) decidimos montar uma banda para fazer um som autoral. Conhecemos o Tiago Lima (Guitarra) e começamos a ensaiar e criar as primeiras músicas que viriam fazer parte do nosso EP. Pouco tempo depois o Álvaro entrou para assumir o baixo e completar o time.

“Obliteration Has Come” é um material fantástico, parabéns! Fale um pouco mais sobre ele, como foi o processo de composição, produção, gravação e lançamento?
APOPHANOUS - Obrigado! O EP foi o resultado de muita experimentação de nossa parte, mesclando diversas influências musicais que curtimos aliado à uma abordagem lírica mais densa. Na época da composição a gente costumava ficar uma madrugada inteira em estúdio compondo, acertando letras e construindo nosso entrosamento. A produção foi feita em grande parte por nós e pela experiência que o Tiago trouxe de outras bandas que tocou e de seus estudos de produção musical. Para a maioria de nós foi o primeiro trabalho gravado e produzido profissionalmente. A gravação e mixagem ficou por conta do Tito Falaschi que deu seu toque para a qualidade do EP. Nós somos muito gratos pelas conquistas que obtivemos com o lançamento do EP, que está disponível nas principais plataformas de streaming na Internet. Algumas faixas também fizeram parte de coletâneas aqui no Brasil e lá fora. No fim, todo o esforço foi recompensado!

Como foi o retorno da mídia em relação a este trabalho?
APOPHANOUS - Tivemos um ótimo retorno com vários feedbacks positivos e críticas construtivas que nos ajudaram a moldar o pensamento que temos hoje para os próximos trabalhos. O EP nos rendeu (e ainda rende) entrevistas e resenhas em diversos portais nacionais e internacionais e algumas resenhas também.

A banda já está trabalhando em um novo material? Conte mais sobre esse processo.
APOPHANOUS - Nós já temos algumas músicas prontas para o nosso primeiro full length e estamos no processo de composição de novas. Nosso processo de composição é muito intenso e demorado, procuramos trabalhar todos os detalhes com bastante dedicação além de pensarmos na execução ao vivo do futuro material. É importante também sempre olhar para o todo, manter a essência e a personalidade que construímos sem deixar de inovar e surpreender quem vai nos ouvir.

Como funciona a parte de composição da banda, todos trabalham juntos, ou um compõe uma parte, outro outra?
APOPHANOUS - O processo de composição envolve todos da banda. Sempre começa com alguma ideia ou riff partindo de alguém e vamos todos sempre participando da construção. As letras geralmente são feitas durante a composição para garantir que a alma e o sentimento da música se complete. Eu (Vitor) costumo ter os temas e conceitos do que pode se tornar uma letra e aí vou trabalhando durante a criação do instrumental, já considerando os arranjos também. 

O foco é este novo álbum certo? Ou o grupo pretende manter a agenda de shows aberta?
APOPHANOUS - Estamos com nossos esforços voltados ao álbum mas a agenda permanece aberta para shows esporádicos!

O guitarrista Tiago Lima está com um projeto solo também correto? Poderia falar um pouco mais sobre este projeto? Ouvimos dizer que há grandes nomes envolvidos.
APOPHANOUS - Exatamente. É um projeto solo dele que apresentará faixas instrumentais e algumas com vocais também. O álbum promete algumas participações especiais como o baixista Victor Prospero do Sculpture além de um baterista bem conhecido do cenário metal e que será anunciado em breve! Além das parcerias será lançado um single e um videoclipe previstos para 2018.

O APOPHANOUS pretende trabalhar em alguma projeção internacional neste ano de 2018? Me refiro a turnê.
APOPHANOUS - Tudo vai depender do andamento das composições e do lançamento do álbum. Nós estamos planejando uma turnê nacional e internacional, mas isso vai envolver o lançamento do álbum, criação de merchandising e outros fatores. Não achamos que faz sentido nesse momento uma nova promoção da banda sem um novo material para o público.

Além do novo álbum, há algum outro projeto futuro que a banda queira adiantar aos nossos leitores?
APOPHANOUS - O lançamento do álbum envolve um pacote de coisas que vai incluir aí videoclipes, lyric vídeo e material de merchandising para o público. Bastante gente nos cobra camisetas e outras coisas, estamos devendo isso há bastante tempo e prometemos não decepciona-los!

Muito obrigado por esta entrevista e deixamos este espaço para as considerações finais.
APOPHANOUS - Agradecemos a oportunidade e a todos os que nos acompanham desde o início, nós estamos muito felizes com as conquistas e ansiosos para mostrar o novo material! Convidamos todos para curtir nossa page no Facebook e nos seguir nas plataformas de Streaming (Spotify, Deezer, iTunes, etc) para receber todas as novidades!