quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Cobertura do evento “Rock SP” realizado no espaço Cultural Jabaquara

Texto & Fotos: Andre Santos
Evento realizado no dia 16/07/16

No mês passado foi celebrado ‘o mês do Rock’ e, com isso foi gerado várias e diversas programações especiais consecutivas com shows, oficinas e atividades complementares voltadas ao gênero.
Em comemoração a esse dia a empresa “L&E Produções” em parceria com a Secretaria de cultura do Município de São Paulo apresentou o ‘ROCK SP’, evento que comemorou o (Dia Mundial do Rock), no bairro do Jabaquara (Z.Sul de São Paulo).
O espaço Centro Cultural Jabaquara abrigou em seu palco gêneros do Pop Rock, Rock’n Roll clássicos nos primeiros horários do evento. Ao entardecer o mesmo palco recebe as vertentes bandas, um pouco mais extremas, com a presença de Keryx, Voiden e Eyes of Beholder , representantes da música pesada nacional.


Ao fim da tarde chega o momento da banda KERYX subir ao palco. Depois de um período de hiato, sua nova formação se faz presente com Renato (Bateria), Carlos (Baixo), Tiago (Guitarra) e Cleber (Vocais), iniciando seu Metal extremo rasgado com composições em português. A primeira música se iniciou pelos acordes graves do baixo de ‘Carlos’, que veio seguido pelo vocal limpo de ‘Cleber’ dando vida a canção “Desesperado”.
E sem perder tempo a banda emenda a música “Chegamos Lá. E Agora?”, ambas que abriram seu Set, compostas na antiga formação. E para fechar a trinca matadora é a vez da música “Invasão”.
Com o início da noite foi esquentando  com a prestação da banda Keryx,  dando seguimento ao seu segundo bloco de canções,  com a pesadissíma “Elefante em Loja de Cristais” nos trazendo pitadas de Hardcore acompanhados de riffs densos. E subsequente vem a canção com um título bem sugestivo “Olho por Olho, Dente por Dente” (pode-se imaginar do que se trata a composição), executada de forma forte e densa.


E por falar em canções densas com expressões fortes, chega o momento da prestação de “Fantoches” ganhar vida através da voz imponente de ‘Cleber’. Com toda a insanidade empregada no palco chega mais uma oportunidade de escutarmos mais uma música composta no passado da banda, falo de “A Espera de um Milagre”, uma composição que retrata muito o que passamos em nosso país.
Infelizmente vamos caminhando para o fim da prestação do Keryx, onde eles deixaram a canção “Ganancia” para fechar seu Set, onde podemos encontrar a mesma no canal do “YouTube” que faz parte de um vídeo-clipe oficial de trabalho.


Depois da apresentação da banda Keryx, chega o momento de mais uma atração da noite.Me refiro a banda VOIDEN, onde já tive alguns previlégios de ver esses amigos tocarem suas composições que variam entre os gêneros extremos como Black, Death e Thrash Metal, com perfeição e de agrado de todos apreciadores da música pesada. Mais enfim vamos ao registro! O voiden e seus integrantes Renan Bianchi (Bateria /Backing vocal), Mauricio “Cliff” Bertoni (Baixo), Junior Sagster (Guitarra) e Lucas Gatti (Vocal/Guitarra), iniciaram sua noite ao palco com a interlúdio “Monolith”, que logo veio seguida da destrutiva “Elder Blood” do EP (Beyond Antares).
E sem perder a energia imposta pelo Voiden no palco, os mesmos iniciam os acordes da música “Crowling Chaos” pertecente ao mesmo Ep mencionado acima, em seu andamento repleto de riffs e solos a banda sede um espaço ao batera ‘Renan’ executar um pequeno solo massacrante em seu kit, sem destreza.


Fechando assim, essa trinca acima, chega o momento de uma composição nova chamada “Temple of Annihilation”, ganhar vida no palco do Jabaquara, essa mesma fará parte do novo projeto do Voiden, onde se encontra em fase bem próxima de ser lançado.
Com sua prestação já pegando fogo no segundo bloco de canções, a banda inicia de forma incandescente a devastadora e rasgada música “Hipocrisy”, uma composição calçada mais na linha do Black Metal, onde o ‘Renan’ usufrui de técnicas variadas em seu kit dando muito gás a música, e o mesmo se encarregava de dar mais peso aos vocais de ‘Lucas Gatti’, despejando guturais no Backing Vocal.
Com toda a insanidade presente ao palco, a banda inicia mais algumas composições novas, onde seus fãs foram presenteados por “Morbid Acropolis” e a “Curse of the Serpent God”, que pertencerão ao seu novo projeto. Depois dessas duas novas canções executadas no palco do ‘Centro Cultural Jabaquara’, vamos caminhando para o fim de suas apresentações, mais antes mesmo de encerrar a banda projeta aos nossos ouvidos os acordes da música “Antares” do seu primeiro EP intitulado “Beyond Antares”.


E com clima empregado no palco o frontman e guitarrista ‘Lucas Gatti’ visualiza um fã presente no evento , trajando uma camiseta da banda “Kreator” e a aproveita para anunciar uma cover da música “Enemy of God” do álbum intitulado em 2005. Fechando assim o destrutivo Set do Voiden.


Com o fim da apresentação do Voiden , chegamos a terceira e última atração da noite, foi onde os músicos Athur Henrique (Bateria), Sandro Aranha (Baixo), Eric Lentini (Guitarra) e Kal Lamark (Vocal), fechando a line-up do EYES OF BEHOLDER, que se fizeram presentes ao palco do Jabaquara e contou com uma participação especial de “Marcelo Rocha” (Teclado), para destrinchar suas composições calçadas no tradicional Hard/Heavy Metal, com passagens no Thrash Metal, dando muita energia a suas variações musicais.
Os mesmos iniciaram sua apresentação com a música “Ain’t Going Down No More”, que veio seguida dos acordes de outra composição chamada de “Country Killers”. Com a noite adentro muito calorosa a banda foi seguindo a sua prestação e dando o inicio a sua trinca de composições que veio seguida da música “No Refuge”, onde a banda demonstrava muita experiência em suas variações, onde o frontman ‘Kal’ conduzia as notas com maestria por suas cordas vocais.


Depois dessa trinca executada a banda prendeu minha atenção a eles, pois seus músicos manipulavam com muita experiências seus instrumentos. Cada integrante unindo peso e melodia a cada execução. E logo em seguida o frontman anuncia a próxima música, se tratando de uma cover da canção “Tornado of Souls” (Megadeth – álbum “Rust in Peace” de 1990), a essa execução notava-se muita intimidade de seus músicos.
E deixando um pouco de lado a cover a banda segue a noite dando continuidade a sua prestação com a música autoral chamada de “No More The Time”, que pertence ao seu álbum intitulado”Time is Now” de 2014. Que logo em seguida vem marcada por “I Still Alive”. Seguindo sua apresentação a banda da inicio ao acordes da canção “Tied Hands” pretecente ao álbum mencionado acima, foi onde a banda fechou o seu segundo bloco de canções.
Com o terceiro bloco de prestação, não sei se foi por o devido horário, mas se me recordo presente a minha pessoa e mais uma três pessoas , mas isso não é de se estranhar pela minha pessoa, pois já estou acostumado a ver esse tipo de situação. Mas a banda esteve ali presente executando seu trabalho de forma muito profissional e deu seu segmento ao terceiro bloco de canções executando músicas “Betrayed” e mais uma cover da música “Aces High” do grandioso Iron Maidem, muito bem executada e de forma expetácular,e para fechar seu Set impecável eles deixam para finalizar com a música “Insanity”.


Gostaria de parabenizar todos os envolvido a esse evento em comemoração ao “Dia Mundial do Rock” e a empresa L&E Produções em parceria com a Secretaria da cultura, por terem essa iniciativa de estarem dando a oportunidade as bandas como Heryx, Voiden, Eyes of Beholder de estarem desenvolvendo seu trabalhos na Cena Nacional . PARABÉNS a todos!

Links oficias: