quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Torrencial: Novo vídeo lyric da música “Nação em Fogo”


No dia 16 de dezembro de 2016 a banda de Thrash Metal da cidade de Itapevi-SP disponibilizou em seu canal do Youtube o seu mais novo trabalho, produzido por Leo Ronki Art & Vídeo, “Nação em Fogo” foi muito bem representada como a música título do próximo lançamento da banda.

Torrencial carrega em sua história uma jornada de mais de dez anos de estrada, no início a ideia da banda era apenas fazer um bom Thrash Metal, sem aquela preocupação de seguir as tendências das épocas e principalmente não se prender aos diversos subgêneros existes, com a base lírica baseada na realidade do nosso cotidiano, Torrencial vem se destacando dia após dia, multiplicando o poder do seu Thrash Metal por onde passa.

A banda finalizou em 2016 todo o processo de gravação de “Nação em Fogo”, esse trabalho ficou a cargo de Rafael Augusto Lopes do estúdio Casanegra, onde ficou responsável por toda parte de gravação, mixagem e masterização. A banda segue na luta de selos interessados no lançamento deste material e distribuidoras.

Enquanto esse material não é lançado confira agora ao vídeo lyric de “Nação em Fogo” e vejo que lhe espera para esse novo álbum da TORRENCIAL.
Nação em Fogo

Diante da TV
Paro e me pergunto
Porque tanta desgraça 
Ser o fim do mundo.?!!
A mão que constrói
É a que destrói
Seus castelos de areia
A ignorância levou...

O que restará.?
Para nossos filhos....
O que restará.???
Para nossos filhos...!!

Um mundo manchado de sangue
Sem fé ou esperança 
Tomada pelo medo
Uma nação em fogo

Violência gratuita 
Salta a seus olhos 
Pai que mata o filho
Filho que mata o pai
Liberdade foi tirada
Tomada pelo medo
Só nos resta saber 
Quem morrerá primeiro.!?

Enquanto o tempo corre
Eles destroem o mundo
Quebrando regras em silencio
Manipulando nossas mentes
E quando acordamos 
Não restará mais nada
Haverá somente 
Uma nação em fogo...

O que restará???
Para nossos filhos
O que restará.???? 
Para nossos filhos...?

Informações Importantes:

Fonte: Sidney Santos | Coletivo La Migra